Presente de Natal para os Tristes

Tango by riVta

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

9 respostas a Presente de Natal para os Tristes

  1. Rita, defina Tristes , please: são só os que escrevem ou a designação abrange também quem os lê. Pois é: eu que gosto de tango para cima de muito desalmadamente, também quero. 😉

  2. Rita V diz:

    ah ah ah
    Tristes s(A)mos todos ….
    😀

  3. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Rita, o melhor de tudo é termos esta espécie de guião de imagens que nos vai acompanhando, dia após dia, deixando o rasto da memória em desenho…temos sim um blogue ILUSTRADO…
    Bom Natal…

    • Rita V diz:

      ilustre colega triste
      algumas memórias descritivas …
      (risos)
      ‘does it ring a bell’ ?
      thank u

  4. manuel s. fonseca diz:

    Dançar é ainda mais chegado do que escrever, não é?

  5. uhm!
    muito mais …
    Eyes closed.

  6. António Eça de Queiroz diz:

    Uau! Isto sim, é um tango!

  7. com aqueles saltos não sei quem é mais malvado
    eh eh eh

Os comentários estão fechados.