Barrigas de aluguer

by riVta

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem.
Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton.
Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque… escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

16 respostas a Barrigas de aluguer

  1. :))) Depende da periodicidade … acho eu …

  2. manuel s. fonseca diz:

    Este é um caso evidente de contrato a termo certo, não é Rita?

  3. António Eça de Queiroz diz:

    Ahahahahaahahahah!!!
    Parece-me que já não há recibos verdes, Rita…

  4. O Eco de Umberto diz:

    Há-de ser esperta a criança: já se interroga in utero…

  5. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Rita ouvi dizer que a Troika vai acabar com isso…( acho que vai mesmo acabar com tudo…)…

  6. Ana Rita Seabra diz:

    Que delícia!
    Bela pergunta que a criança coloca…a ver vamos

  7. Inês Eusébio diz:

    Se for à primeira…

  8. Ana Vidal diz:

    Para esta actividade os recibos não são verdes. São azuis ou cor-de-rosa, a pedido…

Os comentários estão fechados.