Cãotente

Blog by riVta

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

11 respostas a Cãotente

  1. Rita V diz:

    Parabéns a nós! ão ão ão …

  2. Escrever é Triste diz:

    Tão fresquinha e já tão crescida que sou, beijinhos em mim! E o meu rico Blog? Ou será Cão? Whatever… Claro que é o melhor do mundo!

  3. Luciana diz:

    Em festa… 🙂

  4. manuel s. fonseca diz:

    Abro o Cliquot e brindo com o Cão: cheira-me que ainda o enfrasco com a capitosa vivuvinha. Longos anos à camarada Escrever, nosso Bem Amado Sol (e que de vez em quando mostra o bem desenhado rabinho à Lua), que nos há-de conduzir nesta Longa Marcha.

  5. António Eça de Queiroz diz:

    Tempus fugit…
    Parabéns a nós!

  6. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Que é isso de um mês para os cães? Parece-me que o oiço a ladrar já há muito mais tempo…estamos de parabéns e a fcar mais velhos…e tristes…

  7. Rita V diz:

    ah! é um cão especial …
    e fico tão contente que lhe conheça o ladrar

Os comentários estão fechados.