Deslarga-te

Mágoas by riVta

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

11 respostas a Deslarga-te

  1. Pedro Norton diz:

    deslargou-se da vida?

  2. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Há que ter cuidado Rita, porque com as mágoas pode ir também alguma alegria escondida e ainda não descoberta…

  3. Rita V diz:

    ri-me com a viola
    mais o raio da pedagogia

  4. Manuel S. Fonseca diz:

    Ainda não lhe disse que não só gostei muito, como me fez extraordinariamente bem olhar (e fazer como) este seu desenho?

  5. Rita V diz:

    que bom ter gostado
    que bom derreter-se no vazio

  6. teresa conceição diz:

    Que quadradinhos lindos, Rita! Só agora cheguei aqui, mas valeu a pena. Dá logo vontade de imitar a pose:)

  7. Rita V diz:

    querida Teresa
    Obrigada … imite

Os comentários estão fechados.