Tau tau bebé mau!

O Manuel Fonseca, o meu menino mais rebelde, ele é África, tudo muito espaço, muito aberto, muito quente, muito hibisco, excede-se, pronto! Mas isto é um blog de família e as minhas meninas Vasconcellos, ó tão bem comportadas, uns amores, as duas, vá, umas queridas, compuseram tudo. Mesmo tudo. E quanto a si, menino rebelde: ai ai!… olhe o tau tau bebé mau!

Ps: extraordinário talento infotecnológico e voz de Rita Vasconcellos. Palmas. Vivas. Brava!

Ps 2: palavras de Eugénia de Vasconcellos sub para, como direi, acompanhar em karaoke, mas sem o próprio  do karaoke – é a crise, sediou-se na Holanda… Palmas. Vivas e lailailailai também.

Meu lindo narizinho
Atchim! santinho…
Direito e empinadinho
Tão alérgico a tudo
Atchim! ó coitadinho…
Às flores do caminho
À primavera, aos detergentes
Duas narinazinhas exigentes
Se metesse coca por elas adentro
Deixava de  respirar
Lixe-se a coca, poeme-se o Symbicort
Para a falta de ar!

Sobre Escrever é Triste

O nome, tiraram-mo de Drummond. Acompanho com um improvável bando de Tristes. Conheço-os bem e a eles me confio. Se me disserem, “feche os olhos”, fecharei os olhos. Se me disserem, “despe-te”, dispo-me.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

8 respostas a Tau tau bebé mau!

  1. manuel s. fonseca diz:

    A menina Escrever é Triste deixou-se enganar. Como saiu menina e moça de casa de seus pais, não os ouviu dizer, redizer e respingar que o diabo são as companhias, pois não? E o pior das companhias, menina Escrever, é quando as companhias vêm em dueto. Com voz de flanela e mãozinha de seda. Está um homem, logo pela manhã, a tomar um cafezinho e é sniff, sniff por todo o lado.Mas que vem a ser isto!!

  2. Rita V diz:

    Ah! Não sei. Não sei como teria sido se a madrugada tivesse dado tempo para o pó fazer efeito. Teríamos delirado sobre a pista audio e fantasiado ( ainda mais !!!!! muito mais !!!!!) sobre a de video.
    eh eh eh

  3. António Eça de Queiroz diz:

    De madrugada vi eu isto, e fiquei speechless, claro!
    É que a própria escolha da personagem tem que se lhe diga: a Tia fala de África, das dimensões, tudo à grande…, e mete um dos Sete Anões?!…
    Há provocação!!! Comigo havia duelo.

  4. Duelo aceite, escolho o instrumento.
    😀

  5. António Eça de Queiroz diz:

    Ouviste Manuel?
    Espero ao menos que tenhas boa noção rítmica….

Os comentários estão fechados.