Arquivos Mensais: Fevereiro 2012

Uma curta e doce fragrância

Cena Primeira: Um luxuoso salão de baile algures em Lisboa. Diversas personagens convivem em vestes de gala. Uma bonita jovem envergando um vistoso vestido verde marinho conversa com um elegante cavalheiro de fraque. Escuta-se ao fundo o som de um … Continuar a ler

Publicado em Museu das Curtas | 6 Comentários

biriberabaro…bababerere…

São apenas uns segundos, no meio das sombras de um bar qualquer. Uma certa crueldade na filmagem a preto e branco, exacerbada pela face rude de Chet Baker, personagem central de “Let’s Get Lost”, o documentário que Bruce Weber realizou … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 9 Comentários

O Pensamento Impossuível de Günther Mole

Günther Mole é uma das mais intrigantes personalidades do mundo da arte contemporânea porquanto não existe. E ainda assim tem obra, embora intangível, fama e influência. Günther Mole nasceu, enquanto artista, dos movimentos vanguardistas da segunda metade do século XX … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 11 Comentários

Nunca se sabe …

 “Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.” (Clarice Lispector)

Publicado em Post livre | 7 Comentários

Memória tracejante #2

Guerra. A Guerra. A nossa Guerra. Ou antes, a Guerra deles. Pois que minha não creio que fosse. E pensando melhor, deles também pouco era. Eles que ainda no outro dia eram rapazes da metrópole e que para lá foram … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 6 Comentários

A Primeira Lista: coisas que me fazem sentimental

Devíamos fazer sempre listas. Antes de nascer, por exemplo. Vou nascer, a minha lista de coisas a fazer inclui: berrar que nem um danado para marcar logo uma posição; dormir para esquecer onde estou; uma mijinha na enfermeira para elas … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 21 Comentários

Temperamentos: o sanguíneo e o corno

  De vez em quando, para dizemos uma coisa, devia bastar ir buscar uma pessoa. Imaginem que alguém quisesse dizer: vanguarda! Em vez de estar com muitas explicações, iria buscar Ezar Pound, mostrava Ezra Pound, o jovem bigode negro de Ezra Pound, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 5 Comentários

É uma prosopopeia senhores

(Tinha escrito este texto, mais ou menos desta maneira, aqui há atrasado no site do DV, mas como os sacerdotes não dão mostras de ter juízo aqui vai outra vez.) “Os mercados têm ouvidos” é uma das mais interessantes convenções … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 5 Comentários

É que nem sei se por aí não vou

Complicado, complicado, não é só não sabermos por onde vamos. Complicado, complicado, é ao mesmo tempo não sabermos por onde vamos e não sabermos por onde não vamos. Por vezes percebemos que se acomodaram na nossa cabeça duas opiniões e … Continuar a ler

Publicado em Escrita automática | 9 Comentários

Uma noite no sótão: com Meg Ryan e Billy Cristal a bater à porta

 Lá estou eu, no sótão. Lá em cima, fechado com a Meg Ryan, o Billy Cristal a bater à porta a dizer que tem de se ir embora para apresentar os Oscars. Ainda hoje, 22 anos depois, gosto muito deste … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 15 Comentários

O elogio da França

  Quem quer ainda saber do Beaujolais nouveau? Quando é que deixámos de gostar dos franceses! Quando é que eles se tornaram impertinentes e nos começaram a chatear de morte? Aqui sim, Herr Schulz, começa o declínio da Europa: andar … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 9 Comentários

Uma questão de estrelas

Fiz as pazes com o cinema português. Tudo não passou de um mal-entendido. Um mal-entendido provocado por certos senhores (com pretensões a) fazedores de opinião. Que, de tanto quererem formar uma opinião imaculada de tão perfeita sobre a invariavelmente superlativa … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 11 Comentários

A última valsa

F. não podia saber. Todo ele era elegância, boas maneiras. Cartola, luvas, colete. Uma impecável educação de cetim. Milimétricas suiças, bigode finíssimo, um ar de graça perfumado. Uma silhueta negra arqueada em bengala, uma pureza alva a voar-lhe do lenço. Masculina … Continuar a ler

Publicado em Museu das Curtas | 18 Comentários

Wunderkammer 1

A Hoover Institution, uma das redes neuronais da Universidade de Stanford, começou a divulgar os álbuns de fotografias de Julius Streicher e Henrich Himmler, dois espécimes do bestiário nazi. Os álbuns pertencem ao espólio da Hoover. Algumas das fotografias podem … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 3 Comentários

O Acordo Ortográfico

Hoje, no “Atual” do Expresso, pgs 34 a 36, o António Guerreiro, com tanta serenidade como segurança, pronuncia-se sobre a discussão pública do Acordo Ortográfico. O artigo, intitulado “O impossível Acordo”, nunca levanta a voz. Limita-se a enunciar com invejável acuidade o … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 11 Comentários