Resistir*

Resistir ao sufoco da desesperança.
Resistir à tentação de desistir, de baixar os braços e enterrar a cabeça nas mãos. Resistir ao cansaço de deixar de olhar a vida com olhos abertos. Resistir à sonolência que adormece o espírito e a mente.

*título roubado ao livro de Ernesto Sabato

Sobre Bernardo Vaz Pinto

Não conseguiria nunca ser bailarino actor ou cantor sem aquela coragem segura que lhes permite não desfalecer sob os olhares escondidos de qualquer audiência. Prefiro esconder-me sob uns traços gordos de um lápis de lâmina macia, em fundo branco de papel, acarretar a velocidade lenta de uma qualquer construção que se faz colocando pedra sobre pedra. Ou passar tempo a decifrar, agora por detrás destes óculos de vidro, caligrafias de ficção e poesia, que acabam por aparar a nossa existência, e até moldá-la, abrindo portas a novos sonhos e realidades que não vislumbrávamos até à data. A música. Negra, principalmente riscada nos pântanos de new orleans, e no fumo gelado do south side de chicago. O jazz num solo de Baker, o Miles de pés e mãos marcadas pelo tempo e pelos abusos num concerto em Tokio onde a língua falada era mesmo a música. E Bach. E sempre Bach. De resto, pouco mais, entre a vontade de sonhar a vida e o sonho de vivê-la. O olhar da estrada que passou que ilumina o caminho incerto do futuro. A vontade de expelir para fora o ar que nos fica preso cá dentro.
Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

7 respostas a Resistir*

  1. Isso. Resistir. Não baixar os braços. Ser-se exigente. Ter esperança. Lutar. Sonhar. Querer.

  2. Resistir ? Uhm!
    Melhor dar cabo desse opressor rapidamente. Não conheço o livro, espero que tenha um final feliz. Mas às vezes talvez não valha a pena resistir.
    – Entregue-se …
    😀

    • Bernardo Vaz Pinto diz:

      Rita não se trata de resistir a tudo, apenas a um certo negativismo e pessimismo que aparece disfarçado de intelectualidade…há muitas coisas contra as quais não quero resistir, e muitas que nem sequer consigo…

  3. Ana Rita Seabra diz:

    Resistir a isso tudo, SIM!
    Não baixar os braços. Não enterrar a cabeça nas mãos.
    Olhar para a vida com olhos de ver e saber apreciá-la da melhor forma

  4. Resistir… É uma exortação, um autoconvencimento, uma partilha de esperança, ou tudo isto? Escolho a última hipótese, e levo comigo ums fatiinha de esperança. Gostei, gosto.

  5. maria poppe diz:

    … encontrei em tempos estes dois videos com o Grande Sabato, se não conhecias, acho que vais gostar, é uma delícia ouvi-lo: “… no fundo sou um espírito religioso… ‎… soy odiado por los altos prelados de la Argentina que me consideran un surdo, esquerdista, comunista e por los comunistas que me consideran un reaccionário porque hablo de cristo e porque hablo que la vida es sagrada e que la muerte es misteriosa e tambien sagrada; bien yo digo lo que se me da na realisima gana e se acabo.” – http://www.youtube.com/watch?v=6KfbY9WNLLA&feature=player_embedded#! e este, mais demorado… – http://www.youtube.com/watch?v=T3ryAV36bpE&feature=related

Os comentários estão fechados.