Acordo Hortícola [ór’tugrá-ficú]

Acordo Hortícola by riVta

Provérbio Português 

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

14 respostas a Acordo Hortícola [ór’tugrá-ficú]

  1. Ana Rita Seabra diz:

    Antes de ver a dita couve já eu estava a rir 🙂
    Lindo

  2. Teresa Conceição diz:

    Mas afinal dá para fazer caldo verde, ou não? Ou é mais para salada russa?

  3. Rita V diz:

    completamente de acordo
    😀

  4. T. diz:

    Muito luminosa esta couve que reproduz alfaces !!
    Bj

  5. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Deu-me cá uma fome Rita, foram as palavras ou o desenho, não sei , mas apetece-me sopa….pode ser o caldo verde da Teresa se ela não se importar….

  6. manuel s. fonseca diz:

    É a mais poética couve que já vi.

  7. Carla L. diz:

    Que couve com a nossa ortografia? Não resisti ao chiste. Sinto falta de ser como éramos quando o tal acordo não estava ainda nem no pensamento.

Os comentários estão fechados.