Aplauso

Já tínhamos vibrado com a obtenção do Alfred Bauer,  o 9º mais importante troféu do Festival de Berlim. De acordo com notícia babada do jornal “Público”, a terceira longa-metragem de Miguel Gomes, “Tabu”, acaba de conquistar o prémio Lady Harimaguada de Prata no Festival de Cinema de Las Palmas, que começou no dia 16 de Março e termina amanhã. Seguem-se, nas próximas semanas, o galardão Mister Universo na Mostra de Cinema Sincrético de Matosinhos, a conquista da Alforreca de Bronze no Festival de Terceiras Obras de Novosibirsk e o Prémio da Crítica Adventista do Sétimo Dia no Festival de Porciúncula de Los Pecos, no Novo México.

Sobre Pedro Marta Santos

Queria mesmo era ser o Rui Costa. Ou sonâmbulo profissional. Se não escrever, desapareço – é o que me paga as contas desde 1991 (são 20 anos de carreira, o disco está a sair). Há momentos em que gosto mais de filmes do que de pessoas, o que seria trágico se não fosse cómico – mas passa-me depressa. Também gosto dos olhos da Anna Calvi. E das bifanas do Vítor. Aprecio um brinde: “À confusão dos nossos inimigos”. Não tenho nenhuns, só uma ternura infinita pelo azul das árvores e o amarelo do mar. E peço: digam-me mentiras.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

8 respostas a Aplauso

  1. Margarida diz:

    Na palma da mão, minha gente! Façam barulho!

  2. Ana Rita Seabra diz:

    Somos bons em muita coisa e ás vezes não damos o devido valor
    Os meus parabéns

  3. manuel s. fonseca diz:

    Tu és um rapaz mau, muito mau!!!! Estou a ver que não posso ser visto contigo.
    E logo hoje que quase chorei a ver (e era mesmo bonita) a reportagem da SIC com os actores do Aniki-Bobó. Se te atreveres a falar mal do Aniki-Bobó nunca mais nos falamos….

  4. pedro marta santos diz:

    Eu ia lá dizer mal de um grande filme português… felizmente, há alguns.

  5. sem-se-ver diz:

    este post fica-lhe tão mal, Pedro.

  6. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Pedro eu gostei do “meu querido mês de agosto”, mesmo sendo uma improvisação, tem uma frescura que me surpreendeu…ainda não vio o Tabu…

  7. pedro marta santos diz:

    O Miguel Gomes é um realizador com qualidades, Bernardo (embora, na minha perspectiva, tenha também os defeitos das suas qualidades, como diria o Fernando Lopes). O que por vezes me entristece é a forma desmesurada e programática com que alguma imprensa carrega certos cineastas aos ombros, a ponto de se perder a noção do ridículo, como me pareceu o caso (talvez me devesse ter refreado no cinismo). Entre outras razões mais importantes, é também por essa que não escrevo uma palavra em jornais e revistas sobre cinema português, excepto em artigos de opinião e quando sou para tal requisitado. Abraços aos que se deram ao trabalho de comentar.

Os comentários estão fechados.