Cruzeiro Seixas retrata Escrever é Triste

 

Começámos o mês passado. A Ana Vidigal foi a primeira a mudar-nos a imagem: interpretou, retratou e, lá em cima, o nosso banner, ficou inocente e belíssimo.

Este mês, outro artista, Cruzeiro Seixas, dá-nos outro rosto, outra bandeira: ferramentas de facto úteis, diz ele. A Rita convidou-o e ele aceitou

A Eugénia, não por lhe termos pedido com bons modos, mas por gosto, apresenta o artista no texto que vai aparecer já a seguir.

A Cruzeiro Seixas, um obrigado com vénia.

 

Sobre Escrever é Triste

O nome, tiraram-mo de Drummond. Acompanho com um improvável bando de Tristes. Conheço-os bem e a eles me confio. Se me disserem, “feche os olhos”, fecharei os olhos. Se me disserem, “despe-te”, dispo-me.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

2 respostas a Cruzeiro Seixas retrata Escrever é Triste

  1. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Com artistas destes a pintarem-lhe a face, só nos resta agradecer ( ao mestre Seixas, à Rita, à Eugénia)…escrevendo sucessivos obrigados, não acha a tia?

Os comentários estão fechados.