O Ensino em Portugal ou a Gulbenkian e os Pequeninos

Já perceberam que sou gulosa. Os meus posts escritos andam sempre à volta de lugares onde se acalma o espírito e sossega a mente. Pois hoje não foi excepção. Antes de ir para casa passei no ‘Novo Dia’, pastelaria centenária (ou quase) do Monte Estoril. Era mesmo só um croissant com fiambre, sem manteiga, a correr, e um café antes de ir fazer os trabalhos de casa.
A Marta e o Zé com uma caterva de miúdas, três, pipocavam à mesa as batatas fritas e os bolos do costume.
«Então o livro, como vai?» Perguntou-me a Marta. 
«Vai bem», respondi
«A Tia é autora famosa?» Pergunta a Inês que tem nove anos. 
Ri-me e esclareci:
«Não, querida! A Tia fez um livro com uma personagem desenhada que se divide em várias outras.»
«Ó Tia … como o Fernando Pessoa?»
Arregalei os olhos e fez-se silêncio.

«Que idade é que a menina tem?» Perguntei.
«Nove, Tia … A mãe levou-me à Gulbenkian!»

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

8 respostas a O Ensino em Portugal ou a Gulbenkian e os Pequeninos

  1. manuel s. fonseca diz:

    Ou de como a Gulbenkian faz grandes até os pequeninos. É por isso que vou ver para a semana a exposição.

    • Rita V diz:

      … estava a ver se levava os sobrinhos, dizem-me que está uma exposição organizada para ser ‘vista’ por alunos do secundário … não sei !

  2. A Gulbenkian é uma escola, é um jardim, é um museu, um self, é um local de memórias, é um dos melhores locais de Lisboa (para miúdos e graúdos).

    E essa sua ‘história pessoana’ é deliciosa e deve ter deixado todos a sorrir. Até a nós que a lemos nos deixa a sorrir.

    PS: é verdade: obrigada pela dica do outro dia sobre a forma de melhor escrever os comentários sem me perder no meio do nevoeiro.

  3. Rita V diz:

    o nevoeiro obriga-nos a ver mais perto, step by step, uma coisa de cada vez
    🙂
    sempre gostei muito da Gulbenkian
    quanto ao ps u are very welcome
    obrigada

  4. Ana Rita Seabra diz:

    Ah Grande Gulbenkian! A começar pelo belo edifício:-)

  5. adelia riès diz:

    Gulbenkian em Lisboa = lugar favorito. So Bem nos faz.

Os comentários estão fechados.