Domingo

Renascer by riVta

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

14 respostas a Domingo

  1. Está uma maravilha quer do ponto de vista da imagem, quer do ponto de vista do significado. Parabéns, este é o verdadeiro sentido deste momento, ir em frente renascendo.

  2. Teresa conceicao diz:

    Esta tão bonito, Rita. E as marcas dos nossos passos vão escrevendo o caminho.
    As cores sao na mouche. Boa Páscoa!

  3. manuel s. fonseca diz:

    Renascer com os pés em terra!

  4. Ana Rita Seabra diz:

    Rita, grande renascer e andar para a frente!

  5. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Rita gostei muito da linha do horizonte, e do pondo de vista de um gato ou cão pequenino…renascer para um mundo que se faz novo todos os dias. Boa Páscoa….

  6. António Eça de Queiroz diz:

    Renascer dos passos que demos faz muito sentido.
    Quem sabe e não é isso mesmo que acontece?…

  7. Benvinda Neves diz:

    Está mesmo “um espectáculo” – cada vez melhor, os meus parabéns.
    Os comentários estão todos certos, como em todas as formas de arte, cada um de nós olha e vê um bocadinho de si.
    Para mim este renascer tem um pé no chão e o outro bem no ar, deixa para trás as sombras e as cores mais tristes (o passado) e avança sem hesitar para uma cor mais viva (o futuro – ou o que esperamos dele), que está naquela linha, ali tão perto.
    Perfeito “chefinha”, beijinho

  8. Rita V diz:

    querida e atenta Benvinda o seu entusiasmo é um sopro a caminho desse futuro
    bem haja.
    obrigada

Os comentários estão fechados.