É de sábado para domingo e não é a Ressurreição

será um barco? um peixe?

Vem aí uma mão quente, tropical. Dizer tropical já é especulação minha, mas se disser irónica, irresistivelmente irónica e irreverente, olha, como dizer, faço uma aliteração e ainda por cima digo a verdade, verdadinha.

Amanhã, de sábado para domingo, vou erguer um estandarte novo neste meu Escrever, que vai a caminho do quarto mês… O que será? Quem será? Não digo, nem aos Tristes.

Sobre Escrever é Triste

O nome, tiraram-mo de Drummond. Acompanho com um improvável bando de Tristes. Conheço-os bem e a eles me confio. Se me disserem, “feche os olhos”, fecharei os olhos. Se me disserem, “despe-te”, dispo-me.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

3 respostas a É de sábado para domingo e não é a Ressurreição

  1. Rita V diz:

    será um barco ou um peixe
    ponto de interrogação
    passaro não é certamente
    e um carro não apita assim

    (em computador alheio)

  2. manuel s. fonseca diz:

    Já não sei se temos uma tia ,se temos uma casa dos segredos…

Os comentários estão fechados.