Não tenho pressa …

já falei demais by riVta

 

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem.
Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton.
Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque… escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

8 respostas a Não tenho pressa …

  1. Carla L. diz:

    O video lembra minha infância, era de desenhos assim que eu gostava :o)

  2. Benvinda Neves diz:

    Nem sempre é mau “deixarmo-nos ao sabor da maré” … desde que se aceite que o ponto de chegada será muito provavelmente inesperado.
    “A pressa é inimiga da perfeição”- e também cansa muito viver num mundo onde tudo é feito a correr. Sabe muito bem de vez em quando “deixarmo-nos ir ao sabor da maré” …
    Sempre interessantes as “mensagens ” que vêm destes desenhos…
    Beijinho

  3. Rita V diz:

    ah ah ah «mensagens»
    e não serem morse já é uma grande sorte
    lol

  4. teresa conceição diz:

    Rita, que animação absolutamente deliciosa! (vou ver outra vez)
    Quanto à mensagem na garrafa, parece que estão os Police a tocar dentro dela.
    Dá vontade de esperar que chegue a boiar num canto de uma praia qualquer.
    Porque um dia há-de chegar, não é? eu também não tenho pressa 🙂

  5. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Tudo tem o seu tempo, excepto a pressa que o rouba aos outros…grande desenho onde a garrafa se movimenta (juro que sim) lentamente como a guitarra do grande Django …

  6. Rita V diz:

    ‘tava a ver que ninguém reparava

Os comentários estão fechados.