Psst … psst … Coragem

Até hoje, não sabia porque é que um poema de Maria Teresa Horta andava há dias a fazer-me ‘psst … psst’.
Pessoas como o Miguel Portas fazem falta a este país.

Foto: DR

CORAGEM
de Maria Teresa Horta

É preciso arranjar outros
motivos
outras flores e astros

Outras abertas

Entre a chuva cansada de um outono
não sabendo já
qual é a terra certa

É preciso pensar outras imagens
outras fissuras
sítios e cidade

Pôr fim ao lamento deste vento
tentar  tirar ao anjo
a túnica e o sabre

É preciso inventar outras paisagens
outros montes e águas
outras margens

Abrir o peito e expor o coração
e finalmente deixar
correr as lágrimas

in «Rosa Sangrenta»
Nova Nórdica 1987

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

26 respostas a Psst … psst … Coragem

  1. isabel Rocha e mello diz:

    lembraste-me uma das minhas musicas…………..vou partilhar sobretudo num dia como o de hoje….

  2. Que boa escolha, Rita.

  3. MJC diz:

    Muita falta. A sua coerência e coragem devem ser exemplo para muitos.
    RIP

  4. cristina gonçalves diz:

    mt bom, rita! mesmo mt bom…(num dia como este e em tds os outros dias)

  5. T. diz:

    Rita, eu acho que o país também vai fazer falta ao Miguel Portas que certamente não tinha nenhuma vontade de “bazar” . Também me fez impressão, não porque alinhe com as ideias dele mas porque alinho com a ideia de haver gente que as tem. Como sabes estou fora de Portugal e foi muito significativo ter recebido ontem 10 SMS a darem-me conta do sucedido de gente da minha geração ( e da dele) que nem sequer é de nenhuma das esquerdas . Tive a sensação que estávamos todos incomodados. E é securizante saber que as pessoas com quem nos damos ainda se perturbam com uma morte apesar de verem resmas delas na televisão.

  6. Diogo Leote diz:

    Rita, ainda bem que fizeste esta homenagem ao Miguel Portas. Ontem, quando soube da notícia, senti que alguém a tinha de fazer aqui. E eu não saberia como fazê-la.

  7. Maria Miguel diz:

    Excelente escolha Rita. Pessoalmente é um dia triste para mim, pois neste dia morreu o meu irmão mais novo e custa sempre. A parte boa do dia é sem dúvida a liberdade…

  8. heloisa diz:

    Não haveria mais bela canção e melhor poema para homenagem a um libertário… neste 25 de abril! Tudo lindo!

  9. Ana Rita Seabra diz:

    Muito bonito
    Obrigado querida Rita

  10. Ana Vidal diz:

    Muito bonito e muito bem escolhido, Ritinha. Bjs

  11. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Belo poema e homenagem…e as palavras contam sempre, e muito…

  12. teresa conceição diz:

    É um conforto ter este poema e esta música, Rita. Que bom tê-los trazido.

Os comentários estão fechados.