The Macau Wall Stories Short Series

 

Entre os misteriosos habitantes verticais de Macau, vivia a mulher de cabelos de chuva azul.

dó ré ping ping dó ré dó ré ping ping

Como contas de colares, a cabeleira chovia em notas musicais.

(as outras notas sem som crescem nas árvores, não nas paredes).

E tanto musicAzulou que a parede de água desfocou.

E para o chão transbordou.

Começaram a nascer peixes portugueses na calçada.

Splash A Dourada

Podia dar caldeirada. Mas foi só para desviar a atenção de outras Lamentações.

Porque o olhar sobe de novo ao som de uma voz fininha.

Era o Capuchinho Verde, farto de viver emparedado.

Tirem-me daqui! Soltem a parede!

 

Foi então que apareceu o Lobo Mau.

 

E com chapéu de caçador foi escrever THE END  para o outro lado do Muro.

 

Sobre Teresa Conceição

Ainda estou a aprender esta terra de hieróglifos. Tenho na mala livros e remoinhos, mapas e cavalos guerreiros, lupas e lápis de cor: lentos decifradores. Sou nativa de Vadiar, terra-a-terra. Escrever? Ainda não descobri onde fica. Mas parto com bússola e farnel (desconfio que levo excesso de bagagem).
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

8 respostas a The Macau Wall Stories Short Series

  1. sofia guilherme diz:

    Aposto que do outro lado está a avozinha que dá cabo do lobo mau e solta o capuchinho. Mas como é verde se calhar até morde… (gosto muito das falas destas paredes!)

    • teresa conceição diz:

      Olá Sofia, ele é verde mas não sei se joga futebol, se é a isso que se refere.
      Se jogasse era adversário do Capuchinho Vermelho. Mas este é capaz de ser de outro campeonato, não sei…

  2. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Será que se vai tornar numa serie de terror, ou ficamos pelo “thriller”? A aguardar os próximos episódios….ou as próximas paredes…

    • teresa conceição diz:

      Bernardo, acho que é mais pró lado do humor negro…ou verde. Que aplicado ao humor é capaz de desbotar 🙂

      • Bernardo Vaz Pinto diz:

        Claramente “Humor Verde”, soa melhor…! Escusado será dizer que as fotografias estão fantásticas…

  3. Ana Rita Seabra diz:

    Teresa, gostei muito desta!!!
    E do Capuchinho Verde, farto de viver emparedado 🙂
    Fico à espera da próxima

    • teresa conceição diz:

      Que bom, Ana Rita!
      Vou já dizer ao Capuchinho Verde que ele já tem uma fã (acho que anda em recolha de assinaturas para sair dali…)

  4. a mulher de cabelos de chuva azul é tão próxima que acho que a vou buscar. zarpo num peixe de calçada bicolor e de caterpillar em riste (?) salvo o seu Lobo Mau da perdição de comer os verdes

Os comentários estão fechados.