A reunião

Era quase dia, quase noite?

Devido a uma conjugação rara de fenómenos atmosféricos, verificada a perfeita distribuição geográfica de elementos meteorológicos num determinado lugar…foi assim possível obter esta imagem exclusiva de dois momentos opostos em simultâneo, eminente vertigem de vácuo. Senhoras e senhores, juntos e ao vivo: Nascente e Poente, em concomitante convívio íntimo.

Casório solar, testemunhado por tc

Conspiração social? Num lugar público? Nã, aposto que isto nem o SIS na sua melhor lista.

Quem é amigo, quem é?

Sobre Teresa Conceição

Ainda estou a aprender esta terra de hieróglifos. Tenho na mala livros e remoinhos, mapas e cavalos guerreiros, lupas e lápis de cor: lentos decifradores. Sou nativa de Vadiar, terra-a-terra. Escrever? Ainda não descobri onde fica. Mas parto com bússola e farnel (desconfio que levo excesso de bagagem).
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

4 respostas a A reunião

  1. Rita V diz:

    … ai que maldade … eh eh eh … pelo menos agora ninguém pode dizer que se esqueceram do encontro !
    ah ah ah

  2. Ana Rita Seabra diz:

    Lindo este nascente/poente!

  3. manuel s. fonseca diz:

    Já tinha assistido ao fenómeno dentro da minha cabeça: não saber se era o dia ou a noite que começavam, a noite ou o dia que acabavam. Assim, explicadinho e trocado por dois sóis, é muito mais bonito…

  4. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Momento único, daqueles que a vida é feita…

Os comentários estão fechados.