O Espelho

O Espelho by riVta

The Mirror
Sylvia Plath

I am silver and exact. I have no preconceptions.
Whatever I see I swallow immediately
Just as it is, unmisted by love or dislike.
I am not cruel, only truthful ‚
The eye of a little god, four-cornered.
Most of the time I meditate on the opposite wall.
It is pink, with speckles. I have looked at it so long
I think it is part of my heart. But it flickers.
Faces and darkness separate us over and over.

Now I am a lake. A woman bends over me,
Searching my reaches for what she really is.
Then she turns to those liars, the candles or the moon.
I see her back, and reflect it faithfully.
She rewards me with tears and an agitation of hands.
I am important to her. She comes and goes.
Each morning it is her face that replaces the darkness.
In me she has drowned a young girl, and in me an old woman
Rises toward her day after day, like a terrible fish.

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

19 respostas a O Espelho

  1. Teresa Conceição diz:

    Sylvia Plath, de prata e exacta.
    Lança na ferida.
    Será este o espelho que as mulheres contadas pelo Diogo usaram ali no último post amarelo?
    Muito bem colhido, Rita.

  2. Sylvia Plath feeling as a mirror. Excelente acompanhamento, Rita.

  3. pedro marta santos diz:

    A Plath é muito triste, e muito impressionante.

  4. manuel s. fonseca diz:

    Afogar-se jovem e emergir velha como um peixe monstruoso é se espelho cruel. Mais do que truthful.

    • Rita V diz:

      … e estar na varanda despida e anos mais tarde de preto vestida a ler obituários ? não é também?
      eh eh eh

  5. Maracujá diz:

    ” She comes and goes”…” She comes and goes”…is always like that!
    Excelente escolha, cara Rita. Adoro a sua “conspiração”.

  6. Ana Rita Seabra diz:

    I am sil­ver and exact. I have no pre­con­cep­ti­ons.
    Wha­te­ver I see I swal­low imme­di­a­tely

    Gostei muito deste começo e conheço mal a Syl­via Plath

  7. MJC diz:

    Não conhecia. Fiquei fã. Parabéns Rita por a dares a conhecer. Bjs

  8. Na fase do espelho é costume ver-se Lacan refletido. good week

  9. Bernardo Vaz Pinto diz:

    belo espelho Rita, de reflexos inimagináveis…

Os comentários estão fechados.