Trabalhadoras

 

Equilibristas, avistadas em Albufeira por tc

 

Ah, se os peixes começassem a voar.  Ou se o pão caísse do céu.

Era só abrir a boca. E o sol que fizesse o seu trabalho. 

(não ficavam cisnes negros…mas gaivotas bronzeadas não é quase quase igual?)

Sobre Teresa Conceição

Ainda estou a aprender esta terra de hieróglifos. Tenho na mala livros e remoinhos, mapas e cavalos guerreiros, lupas e lápis de cor: lentos decifradores. Sou nativa de Vadiar, terra-a-terra. Escrever? Ainda não descobri onde fica. Mas parto com bússola e farnel (desconfio que levo excesso de bagagem).
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

11 respostas a Trabalhadoras

  1. Carla L. diz:

    Lembro-me de ter visto uns assim em Algeciras e eles eram tão simpáticos, chegavam bem pertinho da janela como se nos espiassem.E pareciam indiferentes ao sol, que à certa altura, já me queimava os miolos.

    • Teresa Conceição diz:

      As gaivotas são buldozers do ar, Carla. Melhor não se distrair com um pedaço de pão ou comida na mão. É bicada certa.

  2. … e diz o provérbio:
    Só trabalha quem não sabe fazer mais nada!

  3. Pedro Norton diz:

    Fantástica, Teresa!

    • Teresa Conceição diz:

      Fixe ter gostado, Pedro.
      Foi um complexo exercício de cálculo e paciência conseguir a exacta fita métrica e a correcta postura das atletas. Ainda tenho de treinar mais com a de trás. Mas vê-se que a da frente vai longe.

  4. MJC diz:

    Espectacular. Posso faná-la?

    • Teresa Conceição diz:

      Mas é claro, MJC!
      Espero que não tenha esperado pela minha resposta tardia 🙂

  5. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Quero ser gaivota e trabalhar em frente desse azul…

  6. Teresa Conceição diz:

    O pior é que quando se chega lá, o que menos apetece é trabalhar….

  7. Ana Rita Seabra diz:

    Lindo!

Os comentários estão fechados.