Arquivos Mensais: Julho 2012

Quando a chama toca a terra II

  …Quem se queima vai pró céu. E faz nascer uma história.  

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Anda

Publicado em Post livre | Tags | 2 Comentários

Por que raio se escreve num blog

Não escrevo num blog só por ser Triste. Escrevo num blog, e mais precisamente neste blog, por ter mais que fazer. Não escreveria num blog se não tivesse mais que fazer. As quatro coisas – ter mais que fazer e não … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 9 Comentários

Ilusão ou realidade

O Hobbes só é real para o Calvin or is it the other way round? Pode ver aqui a entrevista de John Campanelli a Bill Watterson e aqui uma biografia bastante completa. Bill Watterson deixou de publicar o Calvin & Hobbes de um dia … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 6 Comentários

Quando a chama toca a Terra

– Mãe, o sol é um incêndio? – Parece-me que é mais um incêndiário. – Então vai preso? – Acho que se esconde antes disso. – Mas tá à vista de todos! – É o melhor esconderijo. Além disso, sabe desaparecer num … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

F de Kafka, revisto e aumentado

Kafka, impossível nome de apenas duas consoantes e uma vogal; Kafka, essa lengalenga infantil a que só um insidioso F evita a mais triste cacofonia, protagonizou paixões inimagináveis. Por muito que nos custe aceitá-lo, o autor de A Metamorfose ou … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 9 Comentários

Insidiosa, pior do que a morte

Insidiosa, sinistra, a memória pode bem ser pior do que a morte: nunca se cansa de estar viva.

Publicado em Escrita automática | 8 Comentários

Sem pernas, sem braços …sem dentes

Sem pernas, sem braços …sem dentes, era o que me gritavam quando eu a andar de bicicleta chamava: – Olhem, olhem para mim sem braços. Talvez por isso goste tanto desta cena. Sim, porque da música nem se fala. Não perder … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 12 Comentários

Nosso Senhor de Hollywood

Gostos discutem-se. Mesmo que, por serem gostos, quase nunca e quase nada valha a pena discuti-los. Pode ganhar-se um debate, mas nunca se ganha a pessoa com quem se debateu. Imaginem Francisco Louçã, em plena Assembleia, virar-se para Passos Coelho … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Opereta Chunga

Ver “A Idade do Rock” é como entrar num bar congelado no tempo para assistir a duas horas de um mega-karaoke composto por canções que nos esforçámos por esquecer há vinte anos. Claro que há um certo charme retro em … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Olímpicos

‘LVX TVA NOS DVCAT’ era  a frase que iluminava o emblema do nosso colégio. Mas “mais rápido, mais alto, mais forte” era o lema dos Jogos de Verão. Subi a correr as escadas à procura da minha primeira corrida ‘à séria’ … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 12 Comentários

Um homem sensível

Ele e ela no carro, com o rio aos pés e o sol a despontar timidamente no horizonte. Antes, jantar à luz de velas, conversa a sugerir o indizível, aqui e ali olhares e sorrisos malandros a cruzarem-se, o vinho … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

A ouvir

Às vezes escolhemos o que queremos ouvir. Outras vezes julgamos perceber o que estamos a ouvir. Muitas vezes ouvimos o que não queremos e por vezes baralhamos tudo e julgamos ouvir, o que mais ninguém ouve. Neste caso aos 09.20 eu tenho a … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

Há erros de que nos orgulhamos para o resto da vida

As primeiras letras aprendi-as num colégio privado, turma pequenininha, colégio chamado Santa Maria da Vitória (ou seria Santa Maria Goretti?), perto da livraria Minerva, em São Paulo. O professor parecia-nos um terror, a que, inocentes em pânico, mas gramaticalmente articulados, chamávamos O … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 2 Comentários

O corpo de uma mulher é demasiado grande

Era uma vez um marinheiro que teve um sonho. Mas atenção: não era um marinheiro qualquer. Era um marinheiro suíço (é curioso haver marinheiros numa terra onde não há mar), a quem Bruno Ganz emprestou a vida e o sonho. … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 6 Comentários