Insidiosa, pior do que a morte

Insidiosa, sinistra, a memória pode bem ser pior do que a morte: nunca se cansa de estar viva.

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

8 respostas a Insidiosa, pior do que a morte

  1. Carlos Paulo diz:

    Alzheimer não está de acordo. Ou já não se lembra.

  2. bst diz:

    A morte é filha de memória.

  3. fernando canhão diz:

    Sem a memória nada somos.
    Luis Buñuel

    • Manuel S. Fonseca diz:

      Do Buñuel a melhor memória que tenho foi ter apertado a mãozinha à Carole Bouquet. Estremecida memória.

  4. Carla L. diz:

    E muitas vezes vem num vermelho piscante!

Os comentários estão fechados.