Olímpicos

‘LVX TVA NOS DVCAT’ era  a frase que iluminava o emblema do nosso colégio. Mas “mais rápido, mais alto, mais forte” era o lema dos Jogos de Verão.

Subi a correr as escadas à procura da minha primeira corrida ‘à séria’ com entrega de prémios  e público a assistir e encontrei esta fotografia de 1963.

1963

Não me lembro do nome do colega, que me levou até à meta. Mas esta fotografia abaixo não me deixa mentir se disser que foi a primeira corrida a pares que ganhei.
Hoje, não vou perder a abertura dos Jogos Olímpicos de Londres às 21.00h e vou estar próxima do espírito olímpico que diz:
‘A coisa mais importante nos Jogos Olímpicos não é vencer, mas participar, assim como a coisa mais importante na vida não é o triunfo, mas a luta. O essencial não é ter vencido, mas ter lutado bem’.
Mesmo que adore ganhar! 😛

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem.
Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton.
Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque… escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

12 respostas a Olímpicos

  1. Teresa Veloso diz:

    A Rita ganhava sempre todas as provas!

    • Rita V diz:

      eh eh eh, corridas de sacos e batatas que não podiam cair das colheres remember ou eram ovos? Lol e a mana Pat, imbatível no Cross-Country. Bons tempos.

  2. Ana Costa Campos diz:

    Rita,
    Please… até enjoava! ganhavas tudo. Jogavas tudo, crescias para os meninos mais arruaceiros e saías sempre com um ar triunfante de quem tinha reposto a ordem no mundo.
    Uma pessoa até olhava para ti com um misto de orgulho/inveja e pensava:
    – Como eu gostava de ser assim tão forte e tão segura.

    • Rita V diz:

      ah! vocês afinal de contas lêem o EéT. Já percebi que ir ao sótão resulta, mesmo que me deixem um pouco embaraçada. Acho que para a próxima pespego as minhas notas, ah ah ah.

  3. Benvinda Neves diz:

    Não queria nada ter sido o “cavalo” nesta corrida. Como escolhiam quem era cavalo ou cavaleiro?
    Lindo – duas fotos espectaculares, muito bem legendadas, gostei muito.

  4. Ana Rita Seabra diz:

    Boa Rita!
    É assim mesmo.

  5. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Era engraçado fazermos uns “jogos olímpicos” entre tristes amigos, mas como a Rita iria ganhar sempre, ficaria encarregada da organização (!!!!) sem poder competir….assim teríamos mais hipóteses…

  6. Carla L. diz:

    Na minha escola além de participarmos dos jogos, tínhamos de participar de um desfile anual, mas não de modas, aquele tipo militar, em blocos, colunas e marchando.É capaz de encontrarmos algumas instruções de algo parecido no livrinho vermelho do Manuel.

Os comentários estão fechados.