Toi & Moi

Two 4 Tea by riVta

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre com as tags . ligação permanente.

14 respostas a Toi & Moi

  1. Maracujá diz:

    Acompanhado de uma fatia de bolo de suspiro de chocolate com creme ácido de frutos vermelhos e uma conversa noite fora sobre como escrever é profunda e deliciosamente triste… Just like that!

  2. Benvinda Neves diz:

    Uma caneca a fumegar apertada entre as duas mãos, depois de um passeio nocturno, numa fria noite de Inverno…lembranças…sim, sabia muito bem.
    -Chá adocicado com mel, para dois, sff…

  3. Diogo Leote diz:

    Ai, ai, esse dedo mindinho espetado a segurar a chávena deixa-me doente…

  4. Ana Rita Seabra diz:

    Se não fosse o Diogo, acho que não reparava!
    De facto não se aguenta o mindinho…ainda bem que é mão de mulher, se não já imaginava um mindinho daqueles com unha afiada!!
    Sendo assim, pode ser coffe 4 two, please!

  5. Bernardo Vaz Pinto diz:

    Fiquei com calor…de pensar em misturas fumegantes, for two….mas afinal é um cimbalino ??? Podemos acabar com um belo Porto?

    • Rita V diz:

      é um cimbalino porque pediram uma bica
      a malta tem chá querem café
      😀
      Vai um Porto, claro
      que tal o da Capa?

  6. O chá bebe-se só, bfds

Os comentários estão fechados.