A5

Fiz a A5 a pensar que a conheço bem. Todas as curvas, inclinações e os ramais de acesso onde agora se esconde a BT.

Em Linda-a-Velha, a A5 cheirava ao café da Tofa e o ar enchia-me os pulmões até à subida de Monsanto.

O formato mantém sempre a mesma proporção entre os lados do papel e eu gosto de desenhar num A5. Dobro o A4 ao meio e pego na caneta ponta fina 0.01.

Nunca tive medo da folha em branco, tenho mais medo das noites brancas que se escondem e saudades do cheiro que já não existe.

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

12 respostas a A5

  1. Teresa Veloso diz:

    Esta música faz-me sempre lembrar umas festas, já não sei se em tua casa ou na dos teus actuais vizinhos, deviamos ter 12 ou 13 anos 🙂

  2. Tão bem estendida no tempo esta A5 …

  3. Como estava com as mãos na massa do meu último post – e são enormes para desincentivar a leitura, pois sou pela barbárie, queimar todos os lugares de cultura, museus, bibliotecas e esquadras de polícia -, aqui fica o canto gutural inuit, é lá para os nortes do Canadá, regras geral é um duelo entre mulheres:

  4. A solo existe por exemplo a Tanya Tagaq

  5. Eu também conheci esta estrada. E é só aqui e assim que a reconheço. Parece que calha à Rita, vez por outra, indicar-me o caminho, sorte minha. E pachorra dela.
    “Whiter Shade of Pale” faz lembrar as festas e os dias de esplendor na relva (ai, taxi, não se ponha com coisas) a todos nós, os com mais de 1,50m.

    Quanto aquele desvio acrescentado, calha que gosto dos inuits por causa de uma Smilla e do seu conhecimento acerca da neve. E nada a fazer, quando o livro começou a ser mau e põe mau nisso, eu já me tinha afeiçoado.
    ps-gosto, mas não ao ponto de ouvir o tube.

Os comentários estão fechados.