Franzina e de fala meiga

As mulheres franzinas e de fala meiga devem ser encaradas com a maior atenção e cuidado.

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

18 respostas a Franzina e de fala meiga

  1. Oh, Senhor de Fonseca, mandam as regras que não se deve dar informações ao inimigo, mas olhe que não só essas. Convém encarar todas com a maior atenção e cuidado. Eu sei que sabe disso, malgré estes automatismos de escrita. 🙂

    • Manuel S. Fonseca diz:

      Essa agora, Ivone, o inimigo tem de ser inundado de informação. E alguma até automática, pois então. 🙂

  2. Maria João Freitas diz:

    Panurgo,
    Talvez porque estejam a dissimular, da forma mais descarada, a sua enorme força e o seu indomável espírito. Mas gostava muito de escutar a resposta do autor…

    • Panurgo diz:

      Oh! A lindíssima Maria João falou para mim! Como se diz num soneto do Petrarca, minha alma, preciso é dares graças, tu que foste julgada digna de tal honra. (qualquer coisa assim…)

      O Criador que me leve para junto Dele, que não há mais nada que eu possa viver aqui.

      • Maria João Freitas diz:

        Panurgo,
        Franzina mas não de fala meiga, envio-lhe um superlativo sorriso a preto e branco : ) porque nunca aprendi a fazer dos outros, amarelos.

  3. Ah, ah, ah, Maria João, a estender o tapete que o Panurgo há-de puxar… mas que grande armadilha.

  4. Maria diz:

    O Panurgo só responde se estiver para ai virado e se responder ficarão espantados! Mas o Panurgo é intratável por opção e não por sê-lo 😉

    • Manuel S. Fonseca diz:

      Panurgo , não vai deixar a Maria sem resposta?! Está ali uma multidão de ouvido tísico à espera.

      • Panurgo diz:

        Não tinha reparado. Então é como a homossexualidade. Com a diferença de que o sadismo está na moda, é coisa de gente fina e é até um passaporte cósmico para fugir à crise.

  5. fernando canhão diz:

  6. Pedro Bidarra diz:

    parecem que se partem

  7. GRocha diz:

    São as mais inteligentes! 🙂 porque não mostram logo que estão “espertas/atentas” e na hora certa “atacam” lolololololol

  8. Manuel S. Fonseca diz:

    GRocha é que ninguém a desmentirá…

Os comentários estão fechados.