Let’s Go Fly a Kite

Domingo é um dia bom para fazer um papagaio, fomos arranjar: Duas canas, uma com 50cm e outra com 60cm de comprimento, papel de seda de várias cores, metro e meio de corda de algodão, fio, cola e corremos atrás do vento.

Como podem ver as ‘Cãs’ divertiram-se muito mais do que eu !

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem.
Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton.
Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque… escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

3 respostas a Let’s Go Fly a Kite

  1. Manuel S. Fonseca diz:

    Com os carrinhos de rolamentos esse foi outro divertimento da minha infância. A cores, com papel de jornal, com mais cauda ou menos cauda, eles voavam!

  2. eu já tinha um postzinho sobre carrinhos de rolamentos quando vi o seu. A transformação foi assim dupla, rápidamente se transformaram em papagaios.
    O raio dos campos mórficos que tão bem’ igénie’ explicou.

  3. candidapires diz:

    🙂

Os comentários estão fechados.