Outro silêncio

Quando o proselitismo já não nos aquece, nem arrefece, quando deixámos de andar a rabiar para ver se alguém olha para nós, o silêncio sabe a cerveja fresca.

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

3 respostas a Outro silêncio

  1. O proselitismo (do latim eclesiástico prosélytus, que por sua vez provém do grego προσήλυτος) é o intento, zelo, diligência, empenho ativista de converter uma ou várias pessoas a uma determinada causa, ideia ou religião (proselitismo religioso).
    Ah! agora sim.

  2. Teresa Conceição diz:

    Cheers!

  3. E quando a cerveja é tomada numa estação no inferno, e encostado ao bar está Cesariny, então ascende Sodoma e Gomorra: “Rise of Sodom / and Gomorrah / Reveal the gnosis / of Borora” (Borora, pelo que percebi, está relacionado com os borboritas, uma seita do tempo em que o cristianismo era democrático, os Papas ainda não tinham tomado o poder – graças ao huno Átila -, seita que seguia o Evangelho Segundo Eva, que nem explico o que era, porque ela era uma autêntica fúfia):

Os comentários estão fechados.