Re-escrever é Triste

 

A querida Rita veio, com este lindo entusiasmo comemorativo, lembrar-me que se pode sempre renascer. Mal seria se, neste tempo de busca da excelência, eu estivesse contente com o que Triste me Escreveram. O tão bonito que me deram só me faz pensar no muito mais bonito que me podem dar .

Quero mais. Oito meses, diz a Rita, fazendo-me querer renascer ao nono mês. É só um blog, bem sei, lúdico, mais de amar do que de odiar. Nem melhor justificação encontraria para a revolução que aí vem.

Daqui a nada. Renascida. Muito mais Triste. Cada vez mais Escrever. Preparem-se.

Sobre Escrever é Triste

O nome, tiraram-mo de Drummond. Acompanho com um improvável bando de Tristes. Conheço-os bem e a eles me confio. Se me disserem, “feche os olhos”, fecharei os olhos. Se me disserem, “despe-te”, dispo-me.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

3 respostas a Re-escrever é Triste

  1. Que frescura de renascimento, Titi. Está linda no retrato. Não deixe que a vistam demais.
    Mas mal posso esperar pelas novidades…

  2. …E’ que hoje acordei e
    lembrei-me, sou mago feiticeiro,
    e que a minha bola de cristal e’
    folha de papel.
    E nela te pinto nua.
    Nua, numa chama minha e tua. …

    ‘Carta’ dos Toranja

  3. Infelizmente não se está a preparar a revolução, mas a 4ª bancarrota de Portugal, e ainda nem sequer saímos da 3ª. Revolução só se for importada do México:

Os comentários estão fechados.