Sabor a Mi

O “Sabor a Mi” da Mina é um momento alto da história do Bolero. Nenhuma pirosice, a menos que se tenha mesmo muita vergonha (ou será medo?) do sentimental touch…


a mais genuína versão que conheço é a da italiana Mina


mas se for preciso caução cultural, os cubanos Bebo e Chucho Valdés apresentam-se

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

2 respostas a Sabor a Mi

  1. MariaLima diz:

    De facto, nao, nao e vergonha, tao so o medo, a nocao do fragil, da vulnerabilidade….

Os comentários estão fechados.