A Morte de João Sebastião (ou A Arte da Fuga)

Simplesmente acaba. De repente
o modo como se figura a morte de Bach num documentário da BBC. Você vê as notas escritas na pauta, ouve a música soando. O nome inscrito no som. E logo a seguir há apenas o pentagrama vazio
e silêncio
deve haver melhores modos de se figurar a morte. Mas este:
[se estiver com pressa, favor, vá a 2:28]

Sobre Ruy Vasconcelos

Nasci mais ou menos no Brasil. Vivi em alguns lugares distantes. Em trânsito. Em transe. Em tradução. Por aí, ocupado com palavras. Palavrinhas, palavronas. Conheci estes amigos portugueses um blogue atrás. E gostei do que li.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

8 respostas a A Morte de João Sebastião (ou A Arte da Fuga)

  1. Pedro Bidarra diz:

    É mesmo um achado.

  2. Ruy Vasconcelos diz:

    também acho.

  3. Morre-se assim melhor do que se vive em qualquer lado

  4. nanovp diz:

    Uma morte que ressuscita multidões Ruy! Que pormenores fantásticos tem o programa, é delicioso ver a música do “Grande” explicada e acarinhada por aqueles que a conhecem, e a tocam, tão bem!!!

Os comentários estão fechados.