Filmes para toda a Vida: Singin’ in the Rain

E vão 4. Faltam 996 para mil Filmes para Toda a Vida

Singin’ in the Rain / Serenata à Chuva (1952)

eufórica afirmação de gentileza

Imaginem a invasão da Terra por furiosos aliens. Restam duas horas para lhes aplacar a ira exterminadora. Mostremos-lhes o melhor dos musicais, “Serenata à Chuva”, e a Terra salva-se.
O filme é a eufórica afirmação da gentileza humana. O nosso melhor lado, a parte bondosa do nosso apetite sexual, a galanteria, uma certa graciosidade irónica da raça que somos, espelham-se em explosões de cor, inefáveis movimentos de grua, coreografias em que o corpo humano revela uma tenra e sonora flexibilidade.

Três actores, três pastorinhos

Três actores, Gene Kelly, Debbie Reynolds, Donald O’Connor, dançam e cantam, transfigurando o real em espectáculo. São três pastorinhos a quem, haja Deus, em vez de Nossa Senhora aparece Cyd Charisse e o glorioso esplendor do seu par de pernas. Só por ela, cairiam aliens de joelhos, lavados em lágrimas.


o corpo humano revela uma tenra e sonora flexibilidade

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

15 respostas a Filmes para toda a Vida: Singin’ in the Rain

  1. Luciana diz:

    Eu não tenho dúvidas que os aliens ficariam quietinhos, iriam embora emocionados e nos deixando mimos. Concordo, aliás, no que dizes sobe cor, flexibilidade e, claro, as pernas de Charisse. Só não posso assinar como melhor musical. Não poderia sê-lo sem Astaire, no que fico com The Band Wagon.

    • Manuel S. Fonseca diz:

      Luciana, isso é que nem pensar. Kelly dá dois a zero ao fabuloso Astaire. É clássico e moderno onde Astaire é só clássico. Faz o integrated dance musical, onde Astaire ainda é história para um lado números musicais para outro. Mas o Dancin’ in the Dark no Band Wagon é sublime…

  2. Rita V diz:

    O melhor dos musicais sim, sim!

  3. curioso (intrigado) diz:

    pelas teclas doutro, para des empatar

    Also, keep in mind that this is a list of stage musicals, not movie musicals, which explains the absence of such classics as “Singing in the Rain,” “Seven Brides for Seven Brothers,” and “The Wizard of Oz.” Yes, they’ve been done on the stage, but never very well. If I ever decide to put together a list of the best movie musicals, rest assured that I will give them full consideration.
    by Chris Caggiano

    The 50 best musical films of all time
    http://www.imdb.com/list/27l-YDS7IFA/
    by sergi sabate ruano

    a menina dança?

    • Manuel S. Fonseca diz:

      Curioso, o texto do expert não desempata nem sai de cima… O vídeo sim é uma delícia.

  4. nanovp diz:

    Mas se funciona para os Aliens não funcionará para a nossa Assembleia? Tipo sessão da tarde às sextas feiras???

    • Manuel S. Fonseca diz:

      Bernardo, a visão dos nossos deputados enternecidos, a beijos e a abraços uns aos outros, não é uma coisa recomendável… Vou já ler umas páginas de Sade.

  5. Maria do Céu Brojo diz:

    Mas os aliens furiosos não somos já todos?

    • Manuel S. Fonseca diz:

      Nem pense, com excepção da flexibilidade, que é de Pinóquio, eu sinto-me com a disposição de um Donald O’Connor…

  6. curioso (dançante) diz:

    Manuel,

    a penas des empata: não lhes chama melhores, considera-os clássicos

    o vídeo é dedicado à Luciana, para que re considere 😉

  7. “o corpo humano revela uma tenra e sonora flexibilidade” é muito bom. Também tenho saudades do Gene Kelly de “It’s Always Fair Weather”, o “Padrinho II” deste magnífico “Padrinho I”. Só tenho pena que Visconti nunca tenha feito um musical. E ainda tenho esperança que Spielberg venha a fazer um (basta ver os primeiros sete minutos do “Anything Goes” de “Indiana Jones and the Temple of Doom”).

  8. Ana Rita Seabra diz:

    Lindo! Vamos dançar?
    Isto é que são pernas a valer…

    http://youtu.be/7YWBOfsXsDA

Os comentários estão fechados.