Batam palmas…

Will Rogers deixa o cemitério depois de ter estado à conversa com a mulher morta.

A propósito deste tempo quântico que nos oferece de bandeja uma tentadora ubiquidade, chamo a atenção para esta fantástica declaração de Will Rogers, divino redneck (não era, mas faz de conta) que foi o mais filosófico dos actores de John Ford. É verdade,  fizeram juntos uma comovente trilogia e de um dos filmes, “Judge Priest”, Ford disse ser “my favorite picture of all time”.

Mas vamos ao que interessa, que somos todos ouvidos para Will Rogers:

The movies are the only business where you can go out front and applaud yourself.

São pouco vaidosos são!

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

8 respostas a Batam palmas…

  1. Eh pá, Taxi, estes gajos estão mais mortos do que os mortos do meu Ford…

  2. Maria do Céu Brojo diz:

    A vanglória é mentirosa ou risível.

  3. Ana Rita Seabra diz:

    vaidade é pouco!

  4. nanovp diz:

    Vaidade com um pouco de verdade….

Os comentários estão fechados.