Pai Natal, por favor, um Império

GordianusIIsest

Ainda por cima cunhavam moeda

Estou cansado destes tempos. Faço um pedido ao Pai Natal. Nem os emproados colarinhos da república, nem a coroa de latão da monarquia. Nem república, nem monarquia: quero é um Império.

Um Império, por um mês que seja, como Marcus Antonius Gordianus Sempronianus Romanus Africanus, proclamado em 238 Imperador de Roma, com o redondo nome de Gordianus II. Teve 22 amantes reconhecidas e uma biblioteca de 62 mil volumes de variados géneros literários incluindo, se assim se pode dizer, obras científicas.

Para que conste, o estado de conservação dos seus rolos e códices pré-incunabulares*prova irrefutavelmente que lia essas obras. Gordianus tinha a bonomia dos gordos e escreveu muito. Um pouco menos do que procriou, é certo, o que não lhe diminui o mérito intelectual se atendermos a que, a cada uma das 22 concubinas, deixou uma média de 3,5 filhos. Para glória pátria e a bem da nação.

Cunhavam moeda, faziam 77 filhos nos apertos de uma estreita esperança de vida, tinham bibliotecas com 62 mil volumes e ninguém os chateava com o colesterol. Quero um império, este Natal.

* Para que as novas gerações, caídas porventura na armadilha de nos lerem, não fiquem despistadas, uma breve explicação: o livro era o que, digamos, é hoje o audiovisual. Ou seja, o rolo estaria para a cassete de video, tal como o códice estaria para o dvd. O incunábulo corresponde à falhada transição para o blu-ray e o livro impresso terá sido o que cada vez mais vai sendo o i-pad.

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

4 respostas a Pai Natal, por favor, um Império

  1. Ivone Costa diz:

    Grande ideia, Manuel. E apreciei muito o didactismo da nota de rodapé 🙂

  2. A sempiterna tentação de ser gordo e com 22 amantes.
    Faço meu o teu pedido, preciso de engordar um pouco (e de cunhar moeda!)

  3. curioso (fail out) diz:

    este di da tismo rebentou o sistema (ou o sistema revoltou-se contra as com parações?)

    será que se perderam algumas (e boas) ale gações?

Os comentários estão fechados.