Um para cima, outro para baixo

solnado

Agora que ganhámos a Guerra Santa ontem movida à Escrever pelo contra-atacante Império, isto está mesmo a pedir um copo, a good smoke e um módico de brejeirice. Lembro-me de num dos jantares que fazíamos com o Raul Solnado, ele ter feito  rasgado elogio de outro actor, o Armando Cortez, jurando que nunca tinha visto ninguém com tanto sentido de humor repentista.

Pode ser que seja verdade, mas um dia, os quatro que nos sentávamos à mesa com o Raul, estávamos agarrados cada um ao seu telemóvel. Ele olha para nós, com altíssima benevolência e,  voz de veludo um bocadinho sacudida pela selecta gaguez, diz-nos “Eu… peço desculpa…” – já tínhamos todos os  olhos nele – “Peço desculpa… por não ter trazido o meu telemóvel.

Mas era do talento imediatista do Armando Cortez que o Raul Solnado estava a falar quando o interrompi. E o Raul ilustrou com provas. Contou-nos esta história.

O Armando vinha atrasadíssimo para um encontro de café no já extinto Monte Carlo, ali na Fontes Pereira de Melo e há uma senhora que o interpela em plena rua. “Olhe, desculpe, o senhor não me sabe dizer onde é que fica o Banco Nacional Ultramarino?”. A despachar, o Armando, atira-lhe: “Minha Senhora, é no 69.” A senhora não se deu por achada e insiste: “E o 69, é para cima ou para baixo?” “Ó valha-me Deus, minha senhora –  explica-lhe o Armando –, é um para cima e outro para baixo!

cortez

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

4 respostas a Um para cima, outro para baixo

  1. curioso (marcada mente) diz:

    ganda malha: p’ra cima está o Cortez (à esquerda), p’ra baixo está o Sol nado (à direita) e muito guardados na nossa memória.

  2. curioso (cenó grafo)) diz:

    olá! a coisa mexe… agora é o Sol nado mesmo lá em cima (a olhar cá p’ra baixo) e o Cor tez cá em baixo (a olhar lá p’ra cima)

  3. Obrigado Curioso, pelo atento relato.

Os comentários estão fechados.