Arquivos Mensais: Janeiro 2013

Um bug. Como dizem os meus rapazes.

Ora porra. Estava muito bem a ler isto e esta coisa pespegou-se aqui. Detesto informática.

Publicado em Post livre | 7 Comentários

Preto no Branco

Um bom Tarantino é melhor do que 90% dos filmes actuais. Mas um bom Tarantino não é um grande Tarantino, e “Django Libertado” não deixa de ser uma razoável decepção. Quentin Tarantino é um “junkie” da mistura  de géneros, um … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 10 Comentários

Grandes Mistérios do Universo – iii

Grandes mistérios do universo: as mulheres ii Com a maternidade todas as mulheres descobrem que são leoas na defesa da cria. E,  no entanto, são bem capazes de ser um tapete diante dos leões, perdão, dos homens – seja em … Continuar a ler

Publicado em Escrita automática | Tags | 12 Comentários

Mudar o mundo não é difícil

Todas as gerações começam por sonhar mudar o mundo e todas acabam desiludidas com o facto de o mundo não ter mudado. Isto diz mais da sabedoria do mundo do que da sabedoria das gerações, porque, apesar de tudo, todas … Continuar a ler

Publicado em Escrita automática | 7 Comentários

Manos Aires Mateus

O meu telemóvel é velhote mas é uma experiência bem sucedida da Nokia.  Com ecran táctil  é um telemóvel destinado a um grupo etário que ouve música em todo o lado, mesmo em sítios onde é suposto estar caladinho. Hoje, … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Viagens pela minha estante VIII

Não há nada mais cruel do que um homem de encontro marcado com a morte, a fazer contas à vida, dando-se conta que tudo foi, afinal, muito pouco. Não há nada mais cruel do que o Diário de um Homem … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 13 Comentários

Scherzo sobre a TAP e as conservas

A porcaria do avião tremia por todos os lados, mas também com o tempo que anda aí pela Europa, cheio de nuvens negras, não é de estranhar. O piloto, bem ou mal, sei lá eu, faz-se à pista e aterra … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Tags , , | 7 Comentários

Filmes-Orfãos 3: “Seconds”

O cinema transborda de segundas oportunidades. O cinema é uma segunda oportunidade: o heroísmo que nunca se teve (Douglas Fairbanks, Errol Flynn, Toshiro Mifune, Belmondo, Harrison Ford), as mulheres nunca conquistadas (Clara Bow, Jean Harlow, Rita Hayworth, BB, Kim Basinger), … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 4 Comentários

Relato de uma virgem em ‘sex shops’

Nota prévia: à conta de espartilhos e corpetes, relato esquecido que o magnífico texto da Eugénia Vasconcellos lembrou. Quando a virgindade é um estado de alma, desflorá-la obriga a ponderação – abrir brechas nos redutos de inocência envolve custos e … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 14 Comentários

Petição pela sobrevivência de Deus!

Tudo o que a humanidade fez de belo, desde os primórdios até hoje, foi em nome de uma transcendência qualquer. É por isso que Deus passa a vida, no Génesis, a querer que lhe construam um templo, em vez de … Continuar a ler

Publicado em Escrita automática | 12 Comentários

Querido, desaperta-me o espartilho

QUERIDO, DESAPERTA-ME O ESPARTILHO (se tens a camisola interior enfiada por dentro das cuecas) Desde que este governo é governo, não se fala de outras coisas senão das duas do costume. Uma: a necessidade de um penitencial mea culpa com … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Tags | 12 Comentários

Triângulo escaleno?

    “Jane­las, por onde entram e saem sen­ti­men­tos de quem muito sabe e sabe dizer.” Curioso  (comentador) Das janelas abertas aos sentimentos, veio história antiga como a parcela d’A Divina Comédia em que Dante encontra Francesca da Ramini. Revela a … Continuar a ler

Publicado em Ficção | 6 Comentários

ART ME UP – vii

ART ME UP ANA VIDIGAL – vi – CARTAS DE AMOR (carta de Pilar del Rio) Edição Abraço PELA METADE Haverá um livro colectivo. Terá por título, Cartas de Amor. Será editado pela Abraço. Cada carta será iluminada por uma … Continuar a ler

Publicado em Post livre | Tags | 21 Comentários

Desenhos Nus Poemas – vi

Publicado em Post livre | Tags | 18 Comentários

O Inferno do Escritor

A 14 de Fevereiro de 1989 uma nuvem de negra intolerância poisou sobre o escritor Salman Rushdie, indiano de nascença, britânico na sua outra nacionalidade. O então moribundo “ayatollah” Ruhollah Khomeini proclama uma “fatwa” que condena à morte o escritor. … Continuar a ler

Publicado em Post livre | 11 Comentários