Estúpido a sério

Estúpido a sério, assim mesmo estúpido sem remissão, é um tipo que vai a um concurso de estúpidos e fica em segundo.

Sobre Henrique Monteiro

Nunca fui um sedutor, embora amasse algumas mulheres hospitaleiras. Nunca fugi de um combate, mas sempre invejei quem, ao abrir as portas de um saloon, provoca pânico entre os bandidos. Tenho nas veias sangue jacobino, mas odeio revoluções e igualdades uniformizadoras. Sou pacato e desordeiro, anarquista institucional, maestro falhado, cantor romântico e piroso a quem falta tom. Sem nunca me levar a sério - no melhor sentido da palavra, acho que apenas sou um homem bom (e barato).
Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

12 respostas a Estúpido a sério

  1. Quer dizer, Henrique, e bem sei que isto vai pôr-me mais ou menos em segundo ou terceiro, depende um bocadinho dos critérios.

  2. curioso (quinto) diz:

    mas só tinham concorrido 2 😉

  3. Dois de cada vez, claro…

  4. Rita V. diz:

    Não percebi nada.
    Ah ah ah

  5. Maria do Céu Brojo diz:

    Onde é o concurso, onde é? È que de tantos para escolha, gostava de num ser ‘carro vassoura’.

    • Henrique Monteiro diz:

      A minha amiga nunca seria carro vassoura. Nem entraria num concurso de estúpidos. Nós, os tristes, temos falta de habilitações para concursos desses.

      • Rita V. diz:

        Oh!! Eu estava a candidatar- me acima, mas não me ligou nenhuma … 🙁

        • Henrique Monteiro diz:

          Rita, o seu brilho ofusca-me de tal modo que por vezes não a vislumbro. Mantenho o que disse dos tristes. Nenhum estúpido é triste, como ninguém que se comove é louco.

  6. António Barreto* diz:

    …nenhum estúpido é triste e nenhum louco se comove…chega-me!…Só dois?

  7. nanovp diz:

    Não ir pode ser pior….

Os comentários estão fechados.