Fala do Infante Dom Pedro, o das Sete Partidas, ao rei ainda menor. Exercícios sobre História. Um.

 

Senhor meu sobrinho, meu rei,

olhai daqui a sombra que nos precede

a minguar defronte à claridade

que pelas sete partidas vi assomar.

 

Dar-vos-ei um sonho para sonhar,

listrado de terra em campo de mar.

Vencidos os dragões dos mapas antigos,

vereis em nova ordem o mundo ordenado.

 

Senhor meu sobrinho, meu rei,

escutai as coisas que vos digo,

escutai-as agora,

que uma mancha de sangue

segue no meu encalço

e não mais vos direi

da vida dos homens

da morte dos reis.

 

Sobre Ivone Mendes da Silva

Entre lobos e anjos me habituei a escrever. É talvez por isso que, para além de asas e de uivos, as palavras me tropecem e não encontrem sozinhas o caminho das folhas. Nessas alturas, peço para elas a bênção da tristeza, musa de sopro persistente, que triste me faz e a acolhedoras mesas me senta.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

8 respostas a Fala do Infante Dom Pedro, o das Sete Partidas, ao rei ainda menor. Exercícios sobre História. Um.

  1. António Barreto* diz:

    Faz-me falta – julgo que a muitos portugueses – “mergulhar” nestes “detalhes” da nossa História.

  2. Maria do Céu Brojo diz:

    O belo, sempre o belo a comandar a existência de quem o capta ou dele faz vida.

  3. Ivone Costa diz:

    O belo, querida Maria, é o único modo de vida possível. Quando é possível.

  4. E, em mapa antigo, seria a morte dos homens vida de rei?

  5. nanovp diz:

    “A sombra que nos precede a minguar… ” é sempre bom ler palavras bonitas e de esperança Ivone…

    • Ivone Costa diz:

      Ali, Bernardo, com a Idade Média para trás e a Renascença a despontar, era fácil tê-la …

Os comentários estão fechados.