Rir, rir, rir

Apetecia-me rir, rir, rir.
Rir até me doer a barriga de rir. Até ter que limpar o óculos das lágrimas de tanto rir. Rir a bom rir. Sonoramente. Rir com amigos alarves a rir. Mas já não se ri. Já não se contam anedotas. Nunca mais ouvi uma anedota nova, uma anedota mázinha, inteligente, politicamente incorrecta. Porca. Nem anedotas porcas se contam mais. Parece que a anedota foi proibida – se calhar está guardada na gaveta das carteiras Chanel – e só se conta na clandestinidade. Deixaram de se ouvir anedotas nos cafés. Deixou de haver gargalhada. É só caras sérias, notícias e actualidade.

Miséria! Sem dinheiro ainda se vive, agora sem anedotas, sem rir, rir, rir é mais difícil.

Sobre Pedro Bidarra

As pessoas vêm sempre de algum sítio. Eu vim dos Olivais-Sul, uma experiência arquitecto-sociológica que visava misturar todas as classes sociais para a elevação das mais baixas e que acabou por nos nivelar a todos pelo mais divertido. Venho também da Faculdade de Psicologia da clássica, Universidade Clássica de Lisboa onde li e estudei Psicologia Social e todas as suas mui práticas teorias. Venho do Instituto Gregoriano de Lisboa onde estudei os segredos da mais matemática, e por isso a mais emocional e intangível de todas as artes, a música. E venho sobretudo de casa: de casa das duas pessoas mais decentes que até hoje encontrei; e de casa dos amigos que me ajudaram a ser quem sou. Estes foram os sítios de onde parti. Como diz o poeta (eu): “Para onde vou não sei/ Mas vim aqui parar/ A este triste lugar.”
Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

20 respostas a Rir, rir, rir

  1. curioso (rio-m'eu)) diz:

    sina(l) de Tristes 😉

    o AEQ (aproveitando a via Chanel) até foi excepção: toca a rir, caraaaago 🙂 🙂 🙂

  2. Henrique Monteiro diz:

    Eu, por mim, rio, corro, afluo, desaguo e apanho as canas.

    • Pedro Bidarra diz:

      Iso sei eu. Aposto que tens uma cave de anedotas e que só as tiras pra fora em ocasiões especiais.

  3. Carago, curioso, desta vez até inchei!
    Pedro, é verdade, aqui no Porto ainda há montes de anedotas, algumas por contar…

  4. Maria do Céu Brojo diz:

    É sabido ser o riso contagioso. “Ris de quê ó palerma?” é o meio duma anedota que não lembro. Talvez a resposta comum seja: – “de ver o palerma rir”. E sabe tão bem ser palerma quando a seriedade massacra!

    • Maria do Céu Brojo diz:

      No post do Pedro Norton, deixei anedota que também lhe é dedicada.
      Para si, não resisto a reproduzir esta:
      “- Como é um pénis elegante?
      – É aquele que levanta para as senhoras se sentarem.”

  5. António Barreto* diz:

    À migue, que é isse? Há anedotas sim senhore! Ómessa!
    Havia na Nazaré dois pescadores gémeos; o Tóino e o Chico. Eram memo ingualzinhos à pá! Cada um deles tinha a sua lanchinha. Um dia uma delas foi ó fundo ali mesmo no canhão; aquele sítio da onda dos 30 metros mal medidos! Um dos manos morreu!

    Grande consternação, muitos gritos e lamentos e a lancinante dúvida da identidade do náufrago. Ninguém sabia qual deles tinha morrido! Consternado, o Jequim, de regresso a casa cruza-se com o Tóino e préguntou-lhe:

    – À Tóino, quem morreu fotes tu ó o teu irmão?

    Espero ter conseguido arrancar-lhe um sorriso ainda que ténue.

  6. GRocha diz:

    Estou inteiramente de acordo consigo! É que nem os nosso cómicos fazem piadas! Tenho saudades da “Contra Informação”…. sempre certeiro e ironico e actual!
    Quanto a anedotas, sao sempre as mesmas até as porcas, tristeza de vida esta a que chegámos 🙂

  7. Pedro, eu gosto de coisas porcas mas intelectuais.Lembro-me desta: Qualquer um se pode enganar, diz, compungido, o ouriço cacheiro descendo da escova do cabelo.

  8. Pedro, não sei de piadas porcas, mas terá havido porcas com piada. Desconfio que terão resultado em belos presuntos.

  9. curioso (porca ria) diz:

    há umas porreiras que dão leitões 😉

  10. Se quer rir, sugiro que esteja atento em Março. Motivos de riso não devem faltar por essas alturas. E talvez não seja apenas pelo que aqui digo : http://umjeitomanso.blogspot.pt/2013/01/miguel-relvas-e-marta-sousa-casam-se-em.html.

    Bom sábado.

Os comentários estão fechados.