As Pombinhas da Catrina

Um perito da tanga, Jean-Jacques Fernier e uma revista da treta, Paris-Match, decidiram colocar um rosto na pulposa vulva de “A Origem do Mundo” de Courbet. Não perceberam que o seráfico sorriso vertical desta vagina não necessita de face. Ainda por cima, atribuíram aos grandes lábios os lábios pequeninos do rosto de Joana Hiffernan, amante irlandesa de Whistler, que era ruiva, num súbito ataque de daltonismo e “wishful thinking”. Bolas! (perdão) Caramba! Na era desoladora da depilação total, já nem os pipis escapam à falta de mistério?

"L'Origine du Monde", Gustave Courbet, 1866

“L’Origine du Monde”, Gustave Courbet, 1866

Sobre Pedro Marta Santos

Queria mesmo era ser o Rui Costa. Ou sonâmbulo profissional. Se não escrever, desapareço – é o que me paga as contas desde 1991 (são 20 anos de carreira, o disco está a sair). Há momentos em que gosto mais de filmes do que de pessoas, o que seria trágico se não fosse cómico – mas passa-me depressa. Também gosto dos olhos da Anna Calvi. E das bifanas do Vítor. Aprecio um brinde: “À confusão dos nossos inimigos”. Não tenho nenhuns, só uma ternura infinita pelo azul das árvores e o amarelo do mar. E peço: digam-me mentiras.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

9 respostas a As Pombinhas da Catrina

  1. curioso (cóne go) diz:

    Já que o Carn aval não se mostrou em pleno… vem esta vam pirosa vulva encher-lhe a vag(in)a onda 🙁

    Mas não avia neces sidade… a nova queda do leão (e a aterragem da águia) já nos deixa sem desejos carnais 😉

  2. Assim, despenteada, hirsuta, abundante, encarapinhada, dir-se-ia portuguesa.

  3. Henrique Monteiro diz:

    Finalmente, há cultura!

  4. Eles assustam até generais e elegem presidentes:

  5. Maria do Céu Brojo diz:

    Tempos atrasados, esta pintura teve rebelião pública. Depilação é que nunca!

  6. nanovp diz:

    Isso só podia ser coisa de franceses, e cheira a dor de corno do grande Courbet…

Os comentários estão fechados.