Pequenos e médios mistérios do Universo – s/n

– Ó pai, por que é que os corpos se atraem?
– Por causa da gravidade!
– A gravidade? E o que é isso?
– Matéria atrai matéria na razão direta da massa e na inversa do quadrado da distância!
– Porquê?
– Por causa do gravitão, uma partícula que as mantém assim!
– E o que é um gravitão?
– Sei lá, nunca foi determinado empiricamente! Mas também há a teoria das cordas…
– Que é o quê?
– Não sei ao certo! É esquisita e difícil, não se percebe nada!
– E não pode ter sido um deus a fazer isto tudo?
– Claro que não, isso não é científico! É próprio do tempo em que não se sabia o que se sabe hoje!

Sobre Henrique Monteiro

Nunca fui um sedutor, embora amasse algumas mulheres hospitaleiras. Nunca fugi de um combate, mas sempre invejei quem, ao abrir as portas de um saloon, provoca pânico entre os bandidos. Tenho nas veias sangue jacobino, mas odeio revoluções e igualdades uniformizadoras. Sou pacato e desordeiro, anarquista institucional, maestro falhado, cantor romântico e piroso a quem falta tom. Sem nunca me levar a sério - no melhor sentido da palavra, acho que apenas sou um homem bom (e barato).
Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

10 respostas a Pequenos e médios mistérios do Universo – s/n

  1. Manuel Goncalves diz:

    Pequenos e médios mistérios do Universo:Ciência, Filosofia, Realidade? Quando a conheceremos? A eterna busca da humanidade sempre presente. A única certeza: somos matéria e energia. Jesus terá dito, Pai nas tuas mãos entrego o meu espírito. E nós talvez possamos afirmar: o nosso todo somático deixou de estar sob controlo. Já há muito que foi reconhecido que no mundo nada se perde, nada se cria, tudo de transforma!

  2. Um pai a falar com um filho? E isso é científico, Henrique?

  3. Lurdes Abreu diz:

    Se eu fosse sua filha não lhe dava tréguas e continuaria

    “mas afinal o que é que já se sabe hoje que não se sabia dantes? 🙂

  4. E já que assim estamos, “profitemos” e divirtamo-nos.

  5. Maria do Céu Brojo diz:

    Gravitrões, protões, neutrões, eletrões, fotões, bosões são, comummente, carga de trabalhos.

  6. nanovp diz:

    A personagem do “Pateta” viaja até à Grécia antiga e cruza-se com Sócrates que diz “eu só sei que nada sei”, o que leva Pateta a dizer a Mickey ” turminha burra desse tempo né?” ( versão brasileira)

Os comentários estão fechados.