Petite provocation

As novas tecnologias foram criadas para as pessoas partirem do mesmo nível. Alguns encontram a porta do elevador, outros vão parar ao limbo dos virus bacanos.

virus

Sobre Rita Roquette de Vasconcellos

Apertava com molas da roupa, papel grosso ao quadro da bicicleta encarnada. Ouvia-se troc-troc-troc e imaginava-me a guiar uma mobylette a pedais enquanto as molas a passar nos aros não saltassem. Era feliz a subir às árvores, a brincar aos índios e cowboys e a ler os 5 e os 7 da Enid Blyton. Cresci a preferir desenhar a construir palavras porque... escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

6 respostas a Petite provocation

  1. Não sei porquê, ó Mulher Cruel, sinto-me, vá, entre o vagamente radiografada e a musa desinspiradora! Talvez seja porque o meu rico pc recebeu a mensagem, num belíssimo desenho em fundo roxo, um ecrã com a lingua de fora: estás morto bacano!

    Mas pode ser só impressão minha.

    Ps: merci, menina. Beijinho

  2. curioso (vir uta) diz:

    os vírus virão a ser ta too ados, viram? se forem (muito) im pressionáveis… não vejam 🙁

  3. nanovp diz:

    mais vale um virus bacano do que uma tecnologia enfadonha…

Os comentários estão fechados.