A boa vida

 

Só o preguiçoso é o verdadeiro herói.

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

8 respostas a A boa vida

  1. Maria do Céu Brojo diz:

    O elogio da preguiça. Concordo.

  2. N diz:

    concordo.

  3. Bruto da Silva diz:

    Eu tirava-lhe o só e perguntava qual a diferença entre o verdadeiro e outro 😉

    assim uma espécie de ária sem tosse…

  4. Ruy Vasconcelos diz:

  5. nanovp diz:

    Porque é difícil …

Os comentários estão fechados.