Esclarecido, enfim, o mistério de Francisco

 

Tinha que ter havido uma mãozinha brazuca num nome assim. Francisco – não o nobre jesuíta navarro em derrota para a Ásia, nem o de Sales, também nobre, na Savóia; mas o descalço de Assis – ganha de goleada por aqui. Há muitos convictos até: “ele nasceu em Canindé, no sertão do Ceará. Não me venham com essa de Umbria”. (Em minha pequena cidade, Camocim, o padroeiro é Bom Jesus dos Navegantes, porém as procissões de São Francisco são um bocado mais populares, apesar dos protestos de párocos em sucessão).  Talvez tudo isso não agradasse a Chesterton. E daí? Isso em parte também explica a presença do franciscano Dom Claudio Hummes, ex-Arcebispo de Fortaleza e atual Arcebispo emérito de São Paulo à sacada, no momento da apresentação do novo Pontífice:

http://bit.ly/Xf5jrF

Sobre Ruy Vasconcelos

Nasci mais ou menos no Brasil. Vivi em alguns lugares distantes. Em trânsito. Em transe. Em tradução. Por aí, ocupado com palavras. Palavrinhas, palavronas. Conheci estes amigos portugueses um blogue atrás. E gostei do que li.
Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

6 respostas a Esclarecido, enfim, o mistério de Francisco

  1. Henrique Monteiro diz:

    É mesmo. Que era o de Assis já eu sabia, mas de onde vinha a inspiração também por cá se soube. http://expresso.sapo.pt/papa-desvenda-historia-por-detras-do-nome-francisco=f794063 e é uma história linda.

  2. Ruy Vasconcelos diz:

    Belo artigo. Grato pelo envio.

    Um abraço, Dom Henrique.

  3. Carla L. diz:

    Tudo depende dos olhos de quem vê, não é, Ruy? Mas é certo que nosso Francisco é figura bem simpática.

    • Ruy Vasconcelos diz:

      Concordo tanto com os olhos quanto com a simpatia, querida Carla.

      E sobretudo gostei do “nosso”. Com um pouco de sorte e democracia, quem sabe ainda seja permitido aos católicos comemorar a eleição de um Papa sem serem necessariamente conduzidos a uma espécie de Inquisição laica. Uma Inquisição às avessas.

      Lá-ri!

  4. Maria do Céu Brojo diz:

    Belo encontro entre o seu pensar e o meu.

  5. nanovp diz:

    Escolha do nome na “mouche”.

Os comentários estão fechados.