Os sonhos de juventude estão lá ao fundo

Eu gosto dos sonhos de juventude porque eles são de juventude. Gosto de sonhos límpidos, claros, sem problemas intrincados por resolver. As coisas são ou não são. Os sonhos de meia idade, pelo contrário, são complexos, tão estranhamente realistas que nos roubam a certeza de que realmente são sonhos. Na juventude tudo é simples como a terra e a água, mas depois todos os elementos se misturam numa espécie de lama. Onde estão os meus sonhos de juventude? Estão lá ao fundo – e ficarão sempre lá ao fundo, onde tipos gordos de barriga, alguns carecas, jamais serão capazes de os ir buscar.

Aqueles da minha idade que dizem manter os sonhos de juventude mentem. Não há sonhos de juventude quando se envelhece.

Sobre Henrique Monteiro

Nunca fui um sedutor, embora amasse algumas mulheres hospitaleiras. Nunca fugi de um combate, mas sempre invejei quem, ao abrir as portas de um saloon, provoca pânico entre os bandidos. Tenho nas veias sangue jacobino, mas odeio revoluções e igualdades uniformizadoras. Sou pacato e desordeiro, anarquista institucional, maestro falhado, cantor romântico e piroso a quem falta tom.
Sem nunca me levar a sério – no melhor sentido da palavra, acho que apenas sou um homem bom
(e barato).

Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

9 respostas a Os sonhos de juventude estão lá ao fundo

  1. CC diz:

    Eu tenho sonhos de velhice…por exemplo, ter uma reforma, etc
    ~CC~

    • Henrique Monteiro diz:

      Isso é um sonho de juventude tido em idade adulta. Irrealista, portanto 🙂

  2. celeste martins diz:

    Talvez não seja bem assim!!! Os sonhos não só se manteêm lá no tal fundo, como vêem à superfície e numa nostálgia doce afloram devagarinho. Nessa altura não somos velhos ou mais velhos. Somos os nossos 18, 20 e 30 anos a puxar da memória. E ai não há rugas nem achaques porque somos um todo que teima em viver o passado e nem damos conta que envelhecemos. Na verdade pode ser sol de pouca dura, mas este balancé dá um certo sorriso a vida.

  3. antonio diz:

    O pior de tudo nâo é que os sonhos fiquem lá ao fundo, o pior é que vamos pelo caminho de esquecer que tivemos issos sonhos
    Prazer em le-lo

  4. ERA UMA VEZ diz:

    Há sonhos que um dia pensámos teriam uma legitimidade óbvia para se realizar…
    E no entanto…

  5. Lá estão eles ao fundo, os sonhos de juventude. E agora, onde é que um tipo, com contracturas, as cervicais em mármore, arranja flexibilidade para lá chegar?

  6. Mário diz:

    Os sonhos de juventude permanecem adiados. Para o ano é que é. Mas sempre se pode ir tendo aproximações. Como dizem os stones:
    You can´t always get what you want
    But if you try sometimes well you might find
    You get what you need

  7. nanovp diz:

    Alguém dizia que a juventude era a única doença que tinha sempre cura….e queremos é continuar doentes…

Os comentários estão fechados.