Um portal

 

Ó que igual, tão igualzinho, anda o mundo. Nem um ai de desconcerto, uma escorregadela, um lailailai, um “nonsenso”.


Menos igualdade, menos proporcionalidade

Sobre Escrever é Triste

O nome, tiraram-mo de Drummond. Acompanho com um improvável bando de Tristes. Conheço-os bem e a eles me confio. Se me disserem, “feche os olhos”, fecharei os olhos. Se me disserem, “despe-te”, dispo-me.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

2 respostas a Um portal

  1. Olinda diz:

    lailailai ai troilarai! 🙂

  2. Tia, que modernaça, que revolucionária, que incorrecta! Boa…

Os comentários estão fechados.