E ainda agora a procissão vai no adro…

A Igreja Católica Apostólica Romana é uma igreja cristã. Ser cristão significa, muito resumidamente, estar com Cristo – assim como ser benfiquista significa estar com o Benfica. Estar como? Nas palavras, nas acções, no pensamento. É uma prática. Olhe, outra vez o Benfica: não é preciso ser jogador ou treinador, sequer sócio, basta apoiar e defender o clube. Posto isto.

Como é que pode ser polémico que o Papa Francisco suporte princípios cristãos? (Sim, isto é um link.) Cristo veio para os pecadores e rodeou-se deles por todos os lados para mostrar com que matéria se faz a santidade. O que é polémico não é que o Papa Francisco acolha e queira perto os pecadores. Polémico é uma igreja dizer-se cristã e não o fazer.

Ps: peço desculpa aos leitores pela ortografia que legenda o vídeo, pelo baptismo sem p e lailailai, mas estou cristã: perdoem-lhes que eles não sabem o que fazem.

Sobre Eugénia de Vasconcellos

Escrever também é esta dor amantíssima: os lábios encostados à boca do silêncio, auscultando, e nada, esperando dele a luz que beije. É assim, pelas palavras se morre, pelas palavras se vive.
Esta entrada foi publicada em Escrita automática com as tags . ligação permanente.

12 respostas a E ainda agora a procissão vai no adro…

  1. António Barreto diz:

    Bem dito!
    Pena que a igreja católica não pratique – de forma percetível -, o princípio da refletividade (de George Soros).

    • Isto com o Senhor Soros fia muito fino que não sei quem esse amiguinho é…

      • António Barreto diz:

        É um daqueles que só tem dinheiro fêmea! Um guru dos mercados que enriqueceu – a sério – a especular contra a libra esterlina.
        Enganei-me: reflexividade e não refletividade. Um postulado muito interessante de sua autoria.

  2. ai da igreja católica que não seja, como o Cristo crucificado, um escândalo do seu tempo…

  3. A ‘informação’ já não sabe mais o que há-de fazer para vender espaço de publicidade, têm de encher os seus ‘chouriços’…

  4. Pedro Bidarra diz:

    Eugénia, não veja telejornais. Não faz bem a ninguém; nem tão pouco se fica informado. E perdoe-lhes que eles, claramente, não sabem (nem percebem) o que dizem.

    • Isso é que dava um bom post: a falta de informação da informação, Pedro. Tenho um vício noticioso, que hei-de fazer, começo com um rápido zapping pela informação portuguesa e estrangeira e depois mais do mesmo, mas na imprensa – em viés, claro.

  5. Maria do Céu Brojo diz:

    Quanto à Igreja Católica, até apetece acreditar na historieta de Dan Brown – Angels and Demons. 🙂

  6. Bruto da Silva diz:

    Pois a Igreja Católica AR (tal como o SLB) não vive dos simpatizantes e tem estatutos. Não chega ‘estar com’ mas é simpático (tásse bem… quando convém) 😉

    Para estar com Cristo (Jesus) não é preciso ‘pertencer’ à ICAR: há outros ‘clubes’ (PEDQ)

  7. nanovp diz:

    A facilidade da falácia, do total despudor, da falta de conhecimento, da busca da “polémica” como se da verdade fosse…Mais obriga a que o Exemplo venha de todos os que “caminham com Cristo”…

Os comentários estão fechados.