Esther Williams

Esther Williams

Inventou os  “swimming pool movies” . Ou inventaram-nos para ela. No volume III da edição que a Cinemateca dedicou a “O Musical“, num texto feliz entre os tão felizes textos dele, João Bénard da Costa conta como se apaixonou por ela aos 13 anos. No volume II, escrevendo sobre “Take Me Out to the Ball Game“, tão preocupado em dicutir a repartição de autorias entre Stanley Donen, Gene Kelley e Busby Berkeley, cometi a imperdoável justiça de só mencionar a personagem que fazia, sem falar dela. Estou arrependido: não houve em Hollywood actriz mais húmida.


ballet aquático de John Murray Anderson; realização de George Sidney

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.

Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

12 respostas a Esther Williams

  1. Maria do Céu Brojo diz:

    Quando pequena, nas matinés da TV eram passados filmes que não perdia. Adorava os da Esther Williams pelas coreografias e beleza aquática. Ainda hoje, essa memória regressa amiúde.

  2. Manuel S. Fonseca diz:

    POis é, Maria do Céu, a Esther era de matinée de Verão, inteirinha.

  3. Isso de atriz mais húmida de Hollywood dava pano para enxugar mangas.

    Quem sabia nadar era o Tarzan e fazia nadar:

  4. celeste martins diz:

    Como eu me lembro dos filmes do cinema do Sport Algés e Dafundo !!! Sempre com 2 filmes. O 1º. a preto e branco, normalmente policial inglês, o 2º. a cores. Muitos da Esther Williams e em especial “a rainha do mar! onde contracenava com Victor Mature e que vi várias vezes. Era o tempo do cinema em todo o seu esplendor !!! O nosso imaginário ficou mais rico e hoje ainda é um prazer recordar !!!!

  5. nanovp diz:

    Oh Manuel, mas ela nem precisava de saber nadar !

  6. A Esther era o sonho húmido do meu pai com 14 anos.

  7. Vi estas fitas todinhas quando era pequena. Eram de encher a retina! O meu avô gostava de mulheres bonitas e tinha um sentido de humor giro. Da Esther Williams dizia: não é bonita, mas é muito engraçada e tão disciplinada que podia ser de um país comunista.

Os comentários estão fechados.