Klaus Kinski e Peter Lorre

 

klaus kinski

Gosto de uma coisa que me parece mais importante do que as coisas de que em geral se gosta no Klaus Kinski: do físico torturado. Há uns tipos que tiveram sorte no dramatismo do corpo e da cara com que nasceram: um é o Kinski, antes dele o Peter Lorre.

peter lorre

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

7 respostas a Klaus Kinski e Peter Lorre

  1. Maria do Céu Brojo diz:

    Dramatismo do corpo e da cara. Raro e precioso.

  2. Mário diz:

    Agora lembrei-me da filha (do klaus), lindíssima, uma paixão de juventude. E já agora do Paris, Texas banda sonora incluída.

  3. Pois sim… isso só serve para os homens. Passo!

Os comentários estão fechados.