Par de estalos

Iniciei a demanda por cá. Vacas sorridentes, inspirações por favor da Senhora de Fátima, pesadelos com coelhos roedores são males menores. Terminei no cherne e seu cardume – enfiados nas goelas têm iscos ao penduro de canas sabiamente nubladas.

Se bem esgravatada a crítica situação portuguesa e europeia, o que mais me enfurece é, entre tantos culpados passados e atuais, não existir mandante palpável a quem aplicar com entusiasmo sonoro par de estalos.

Sobre Maria do Céu Brojo

No tempo das amoras rubras amadurecidas pelo estio, no granito sombreado pelos pinheiros, nuas de flores as giestas, sentada numa penedia, a miúda, em férias, lia. Alegre pelo silêncio e liberdade. No regresso ao abrigo vetusto, tristemente escrevia ou desenhava. Da alma, desbravava as janelas. Algumas faziam-se rogadas ao abrir dos pinchos; essas perseguia. Porque a intrigavam, desistir era verbo que não conjugava. Um toque, outro e muitos no crescer talvez oleassem dobradiças, os pinchos e, mais cedo do que tarde, delas fantasiava as escâncaras onde se debruçaria. Já mulher, das janelas ainda algumas restam com tranca obstinada. E, tristemente, escreve. E desenha e pinta. Nas teclas e nas telas, o óleo do tempo e dos pinceis debita cores improváveis sem que a mulher conjugue o verbo desistir. Respira o colorido das giestas, o aroma dos pinheiros nas letras desenhadas no branco, saboreia amoras colhidas nos silvedos, ilumina-a o brilho da mica encastoada no granito das penedias.
Esta entrada foi publicada em Escrita automática. ligação permanente.

8 respostas a Par de estalos

  1. António Barreto diz:

    Não faltam candidatos!

  2. Manuel S. Fonseca diz:

    Trás, trás, e já está! Ah, grande Maria.

    • Maria do Céu Brojo diz:

      O gesto não nos salva, mas que me sabia muito bem não pranto dúvidas.

  3. Céu, esse par de estados até fez eco!

  4. nanovp diz:

    Nem que fosse pela satisfação de magoar as mãos com tarefa tão nobre…O problema é que a lista é longa Céu…

    • Maria do Céu Brojo diz:

      Não sei, não. Cá na minha, se ajuntados em corporações, ficamos com meia dúzia no máximo.

Os comentários estão fechados.