Um romance com um final estranhamente feliz

Declaração de interesses: sou o editor. Outra declaração de interesses: gosto à brava do autor. Outra declaração de interesses: li o livro e exaltei-me ao ponto de me roer de inveja. Em suma, e como julgo que se diz no Norte, é preciso ser-se mesmo muito panão para não ir a correr ler este livro, que ainda por cima tem esta capa que nem o cataclísmico Al Gore se atreve a degelar ou sobre-aquecer.

teixo

Agora, o toque de requinte é mesmo irmos todos, amanhã, 5ª feira, dia 20, à Bertrand do Chiado, participar na apresentação do livro. Autores, visitantes, comentadores do Escrever é Triste todos juntos. Ah, a TIA já me prometeu que não falha. E nem precisam de levar este convite:

pedro bidarra

Sobre Manuel S. Fonseca

O meu maior medo é que a morte seja tudo às escuras sem se poder ler. Pouco interessa deixar de ser humano, desde que não deixe de ser leitor. Ler é do mais feliz que tenho. Até porque escrever é triste.
Esta entrada foi publicada em Post livre. ligação permanente.

9 respostas a Um romance com um final estranhamente feliz

  1. Pedro Bidarra diz:

    Tu és muito generoso. Ruborizo

  2. Bruto da Silva diz:

    Já que não posso lá estar… fico feliz com esta aproximação, até ao verdadeiro encontro 😉

    «Rolando é um homem normal que vive uma anormalidade sem explicação. Rolando é gestor de carreira, casado, com duas filhas, casa própria e um Audi.
    É um homem de rotinas, hábitos e normalidades. É um homem do seu tempo, só que o tempo está a mudar e Rolando, inesperadamente, a mudar com ele.
    Rolando Teixo é um romance sobre a natureza de cada um, a natureza que se esconde, se nega e se olha como doença mas que às vezes se abraça – em qualquer caso, sempre com um preço»

    ***Parabéns***

  3. António Barreto diz:

    Provavelmente não poderei comparecer, mas gostaria. Parabéns a ambos e boa sorte.

  4. Parabéns! Aos dois. Vou comprar e ler. Depois conto tudo.

  5. nanovp diz:

    Não pude estar, a tristeza, às vezes, é azeda…o remédio será simples….

Os comentários estão fechados.